cordel04Minelvino Francisco Silva
"O trovador apóstolo"

As imagens neste mundo
Sendo elas desenhadas,
Sendo esculpidas, ou mesmo
Fotorgrafias tiradas
Tem o valor igualmente
De mil palavras faladas

Pra se atender uma arte
Ou seja uma profissão,
Sendo por corresponcia
Pra chegar a compreensão
Temos que ver as imagens
Dando toda explicação

.

Num certo reino existiu
Um rei de muito valor,
Esse tinha um filho único
Por nome de Agenor,
Criado pelos seus pais
Com carinho e muito amor

O príncipe estava rapaz
Em um navio viajou,
Chegando no alto mar,
O navio afundou,
Morreu a tripulação
Somente ele escapou.

Dumas tábuas do navio
Ele fez uma jangada,
E seguiu no oceano
Com fé em Deus e mais nada,
Em um país estrangeiro
A mesma foi encostada.

A lei daquele país
Era qualquer forasteiro,
Que chagasse por ali
De outro reino estrangeiro
Trabalhava trinta anos
Sofrendo no cativeiro.

Assim chegou o Agenor
Trinta anos de tormento,
Porque foi chegado ali
No maior padecimento,
Com fome pra se acabar
Sem roupa e sem documento.

Trabalhou os trinta anos
Até que se libertou,
Pegou um outro navio
Pra seu reino viajou,
Quando chegou pai e mãe
No cemitério encontrou.

Botaram um rei provisório
Para tudo resolver,
Esperando que Agenor
Viesse comparecer.
Pra receber a coroa
E tudo que pertencer.

Porém um falso Agenor
Ali tinha aparecido,
Com os documentos falsos
Estava o povo iludido
Quando chegou o verdadeiro
Ficou tudo enfurecido.

Disseram as autoridades
Com sabedoria e brilho:
Vamos botar a imagem
Do rei no poste de trilho,
Quem acertar uma seta
No peito esquerdo é o filho.

Deram a flecha ao falso filho
Que mirando disparou,
Com tão tremenda ganançia
Que a seta não acertou,
E ao verdadeiro filho
Aquela flecha entregou.

Ele fez a pontaria
As lágrimas dos olhos cai,
Deu uma tremura nas pernas
Que ficou vai mas não vai
Gritou: eu perco a coroa
Mas não atiro em meu pai.

Ouve uma salva de palmas,
Por aquela multidão,
Este é o verdadeiro filho
Gritou a população,
Ele ganhou a coroa
O outro ganhou a prisão.

Provado está que a imagem.
Juntamente com a cruz
Tem algo que se aproveite
Para o caminho da luz,
Quem atirar na imagem
Também atira em Jesus.

Os protestantes que dizem
Serem amigos de Jesus,
Falando contra a imagem
Desconjurando da cruz,
Deste jeito estão nas trevas
Dizendo que estão na luz.

Porque a primeira imagem
Foi Deus com a sua mão,
Que fez sua semelhança
Na pessoa de Adão,
Pra tomar conta da terra
Deu a ele a permissão. Ge126

Ainda a segunda imagem
Foi Deus quem mandou fazer
Por mão de Bezeleel,
Com seu divino poder,
De ouro dois querubins
Na arca pra todos ver. Ex. 25,18

Depois mais dois querubins
Escreveu com sua mão,
E deu escrito a Davi
Para dar a Salomão,
Que fez o primeiro templo
A mais linda construção. I Cronicas, 28,19

Portanto Deus não é contra
A imagem valorosa,
De seu filho ou do seu servo
Na vida mais perigosa,
Deus é contra quando é
Imagem pecaminosa.

Como o bizerro de ouro
A imagem de negral,
A imagem de dagon
Enganando o pessoal,
Sacrificando as crianças
Para o espírito do mal.

A imagem de astarté,
A imagem de diana,
A imagem do deus júper
Com sua crença profana
A imagem de deus bel,
Da Babilonia tirana.

Pergutaram a Jesus Cristo
Se será lícito pagar
O tributo ao rei César?
Para poder lhe acusar,
Jesus pediu uma moeda
Para poder explicar.

Deram a ele um denário
Jesus com toda coragem,
Perguntou a ele todos:
De quem é esta imagem?
É de César, respoderam
Rei de toda essa paragem.

Dê a César o que é de César
Estes são ensinos meus,
Também tenham consiência
Dê a Deus o que é de Deus,
Perderam a chave os escribas
E também os fariseus. S. Lucas 20,23

O católico que está
Seguindo o caminho da luz
Pergunta mostrando a imagem
Crucificada na cruz:
De quem é esta imagem?
Todos dizem é de Jesus.

Niguém responde ao contrário
Todos respondem direito,
Porque este crucixo
Merece todo conceito,
E já que é de Jesus
Vamos ter todo respeito.

Ensinavam os fariseus
Já no Novo Testamento,
Se fizer um juramento
Se não cumprir não tem nada
Que termine em sofrimento.

Mas se fizer pelo ouro
Que está no Santuário,
É obrigado a cumprir
Pois sendo caso contrário,
Vai sofrer grande castigo
De modo extraordinário.

Jesus lhes dizia: cegos
Veja o grande desadoro,
O maior é o Santuário
Porque santifica o ouro,
E tudo que n'ele está
Sem haver tristeza ou choro. São Mateus 23,16

Por isso essas imagens
Que se ver em qualquer canto
Nas bancas para vendê-las
É só imagem, eu garanto,
Porém as do Santoário
Jesus afirma que é Santo.

Portanto caros irmãos
O que é certo está visto,
Quem quer quebrar as imagens
Por Deus não será bem quisto
E não pode ser cristão
É apenas um ante-Cristo.

Quem explica a Bíblia (errado)
E aos católicos seduz.
Para desacreditar
Na Santa Mãe de Jesus,
É gente da mesma raça
Dos inimigos da cruz.

Quem fala contra esta Santa
Que teve o Filho de Deus,
Não quer saber do seu nome
E nem dos milagres seus,
É o dragão do Apocalipse
O próprio rei dos ateus.

Quem fala contra esta Santa
Quem sofreu naquela era,
Pelo seu filho Jesus
Crucificado de vera,
E quer quebrar a sua imagem
É irmão da besta-fera.

FIM

  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915
X

Right Click

No right click