Cine FICC

O projeto campeão de audiência da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), o Cine FICC, terá suas exibições semanais reiniciadas nesta terça-feira (10). Na primeira sessão do ano, o filme escolhido é "Whyplash – Em busca da perfeição". A exibição começa pontualmente às 19h30min.

O filme conta a história do solitário Andrew (interpretado pelo ator Miles Teller). Andrews é um jovem baterista que sonha em ser o melhor de sua geração e marcar seu nome na música americana como fez Buddy Rich, seu maior ídolo na bateria.

Em primeiro plano os atores Miles Teller e JK Simons em cena do filme Whyplash - Foto Divulgação
Em primeiro plano os atores Miles Teller e JK Simons em cena do filme Whyplash - Foto Divulgação

Após chamar a atenção do reverenciado e impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher (personagem de JK Simmons), Andrew entra para a orquestra principal do conservatório de Shaffer, a melhor escola de música dos Estados Unidos. Entretanto, a convivência com o abusivo maestro fará Andrew transformar seu sonho em obsessão, fazendo de tudo para chegar a um novo nível como músico, mesmo que isso coloque em risco seus relacionamentos com sua namorada e sua saúde física e mental.

O elenco, além de trazer os nomes dos atores Miles Teller e JK Simons, conta ainda com Paul Reiser e Melissa Benoist. O filme foi produzido e lançado em 2014. O filme tem um tempo de duração de 1h47min. Classificação indicativa: 14 anos. As exibições do Cine FICC acontecem todas as terças-feiras, sempre às 19h30min na Sala de Cinema da FICC, na Praça Laura Conceição, Centro – Itabuna. A entrada é franca e a pipoca também é de graça. Recomenda-se aos cinéfilos que trajam roupas de frio, pois a sala conta com ambiente climatizado.

___________________________________________
Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC)
Assessoria de Comunicação (ASCOM)
Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza

.
  • Criado em .

Fernão Capelo Gaivota é uma paródia da vida em sociedade e do preconceito aos diferentes

Uma gaivota de nome Fernão decide que voar não deve ser apenas uma forma para a ave se movimentar. A história desenrola-se sobre o fascínio de Fernão pelas acrobacias que pode modificar e em como isso transtorna o grupo de gaivotas do seu clã. "Fernão Capelo Gaivota", uma história sobre liberdade, aprendizagem e amor está em cartaz no Cine FICC desta terça-feira (25), às 19h30min. O filme é uma montagem para o cinema do grande sucesso literário de Richard Bach.

Lançado em 1973, o drama traz vozes de James Franciscus, Julliet Mills, Philip Ann, David Ladd, Kelly Harmon, Dorothy McGuire, Richard Kernna e Hal Holbrook. Tempo de duração: 120 minutos. País do produção: EUA. Classificação indicativa: Livre para todos os públicos (tragam as crianças). A sessão acontece na Sala de Cinema da FICC, localizada na Praça Laura Conceição, 339 – Centro ("Praça da Catedra"). Recomenda-se aos cinéfilos que trajam roupas de frio, pois o ambiente é climatizado. A entrada é franca e a pipoca também é de graça.

Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza

.
  • Criado em .

Cine FICC

Um ônibus repleto de turistas atravessa uma região montanhosa do Marrocos. Entre os viajantes estão Richard (Brad Pitt) e Susan (Cate Blanchett), um casal de americanos. Ali perto os meninos Ahmed (Said Tarchani) e Youssef (Boubker At El Caid) manejam um rifle que seu pai lhes deu para proteger a pequena criação de cabras da família. Um tiro atinge o ônibus, ferindo Susan. A partir daí o filme mostra como este fato afeta a vida de pessoas em vários pontos diferentes do mundo: nos Estados Unidos, onde Richard e Susan deixaram seus filhos aos cuidados da babá mexicana; no Japão, onde um homem (Kôji Yakusho) tenta superar a morte trágica de sua mulher e ajudar a filha surda (Rinko Kinkuchi) a aceitar a perda; no México, para onde a babá (Adriana Barraza) acaba levando as crianças; e ali mesmo, no Marrocos, onde a polícia passa a procurar suspeitos de um ato terrorista.

Esse drama espetacular dirigido por Alejandre Gonzalez é o filme que está em cartaz nesta terça-feira (11) no Cine FICC. O filme, lançado em 2007, foi gravado em regiões dos Estados Unidos, México e França. O tempo médio de duração é de 2h22min. Classificação indicativa: 16 anos. O Cine Ficc acontece todas as terças, sempre às 19h30min. A entrada é franca e a pipoca também é de graça. Recomenda-se aos expectadores que usem roupas de frio, pois o ambiente é climatizado. As sessões acontecem na Sala de Cinema da FICC, na praça Laura Conceição, 339 – Centro.

Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza (Ascom / FICC).

.
  • Criado em .

O diretor de Projetos Fernando Caldas e o diretor de Compras Sulivan Sales - Foto ArquivoO diretor de Projetos Fernando Caldas e o diretor de Compras Sulivan Sales - Foto Arquivo

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) informa que o projeto Cine FICC, que acontece todas as terças-feiras, sempre a partir das 19h, entrará em recesso a partir de 9 de dezembro de 2014, retomando suas atividades em 20 de janeiro de 2015.

Em 2014, o projeto fez 42 exibições, entre títulos dos cinemas nacional e internacional, contando-se com um público médio de 25 pessoas / dia, com picos de até 50 pessoas em algumas exibições pontuais, sempre com entrada franca e com distribuição de pipoca.

Em 2015, o projeto deverá ganhar uma nova sala, mais ampla, com equipamentos novos e mais sofisticados. Além disso, o organizador do projeto, Fernando Caldas, indica que o Cine Ficc deverá ganhar uma versão para crianças. "Queremos atingir um público mais diversificado, e as crianças e os jovens não podem ficar de fora dessa que já é uma das nossas principais iniciativas", disse.

Oportunamente, a FICC divulgará qual será o novo local do Cine FICC.

Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).
Assessoria de Comunicação (ASCOM).
Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza.

.
  • Criado em .

Sucesso do cinema russo gravado em 1964 Eu Sou Cuba está no Cine Ficc dessa semana
Sucesso do cinema russo gravado em 1964 Eu Sou Cuba está no Cine Ficc dessa semana

Quatro histórias ambientadas na Cuba pré-revolucionária. Em Havana, Maria envergonha-se quando o homem de quem gosta descobre como ela ganha a vida. Pedro, um camponês idoso, descobre que a terra que cultiva foi vendida a uma empresa. Um universitário vê seus amigos serem atacados pela polícia quando distribuíam panfletos a favor de Fidel Castro. Por fim, uma família de camponeses é ameaçada pelas forças de Batista. A atmosfera de um dos países cujo regime político é um dos mais discutidos e questionados do mundo serve como cenário para o filme "Eu Sou Cuba", lançado em 1964. O filme foi dirigido por Mikhail Kalatozov e traz no elenco nomes como Jean Bouise, Sergio Corrieri, Salvador Wood, José Gallardo, Raúl García, Luz María Collazo, Alberto Morgan, Celia Rodriguez, Fausto Mirabal e Roberto García York. Trata-se de um dos grandes clássicos do cinema russo, gravado ainda com imagens em preto e branco.

"Eu Sou Cuba" está em cartaz no Cine FICC desta terça-feira (18) às 19h30min. O filme tem um tempo de duração de 140 minutos. A entrada é franca, com distribuição de pipoca. Recomenda-se aos cinéfilos que trajam roupas de frio, pois o ambiente é climatizado. A exibição acontece na Sala de Cinema da FICC, situada na Praça Laura Conceição (também conhecida como "Praça da Catedral"), 339 – Centro – Itabuna. Não há informações sobre a classificação indicativa do filme.

Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza (Ascom / FICC).

.
  • Criado em .

O discreto charme da burguesia
O Discreto Charme da Burguesia

 Um jogo surrealista e cheio de arte. Seis pessoas de classe média se reúnem para jantar, mas são constantemente interrompidos, devido a estranhos acontecimentos. Mistura de situações reais da história com os sonhos e devaneios dos personagens, o filme se passa apenas durante uma tarde e é uma crítica feroz e feita com bastante humor às situações e a hipocrisia da vida social burguesa, dirigido pelo mestre Luis Buñuel, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 1972. Rubens Oswald Filho, um dos grandes críticos brasileiros de cinema, cita o filme "O discreto charme da burguesia" como um das grandes obras de arte do século XX.

E esta preciosidade está em cartaz no Cine FICC desta terça-feira (4), às 19hs30min. O filme, francês, traz no elenco, nomes como Fernando Rey interpretando Rafael Acosta; Paul Frankeur, que vive Mr. Thevenot; Delphine Seyrig, com a personagem Simone Thevenot e Bulle Ogier, que faz Florence. O filme tem um tempo de duração de 102 minutos. Classificação indicativa: 14 anos.

O Cine FICC acontece todas as terças, sempre na Sala de Cinema da FICC, situada na Praça Laura Conceição, 339 – Centro. A entrada é franca e a pipoca também é de graça. Recomenda-se aos cinéfilos que compareçam trajando roupas de frio. O ambiente é climatizado.

Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza (Ascom / FICC).

.
  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915