CENTENÁRIO DE ADONIAS FILHO EM PAUTA NOS PROJETOS DA FICC

Em primeiro plano Ricardo Mascarenhas e Roberto Jose  em segundo plano de bone Gideon Rosa e Evaldo Costa - Foto Eric Souza
Em primeiro plano Ricardo Mascarenhas e Roberto Jose em segundo plano de bone Gideon Rosa e Evaldo Costa - Foto Eric Souza

Há alguns teóricos e pesquisadores da cultura regional sulbaiana que indicam o verdadeiro significado do status grapiúna. Se, para uns, é o segundo nome daquele que nasceu em Itabuna, muitos outros indicam que é aquele que adotou essa cidade como a terra do coração. Para outros ainda, grapiúna se estende também para todos os que se apaixonam pela região, ou por terem nascido nessas bandas de cá, ou por terem simplesmente adotado um ou outro município por aqui por perto. Adonias Filho é um desses nomes, não nascidos em Itabuna, mas em Itajuípe (ou “Pirangi”, para os que assim preferirem) e que assumiu para si toda a grapiunice existente em sua personalidade. Grapiunice, aliás, que está presente em toda sua obra literária.

Se estivesse vivo, Adonias Filho completaria em novembro de 2015, 100 anos. Pelas palavras do diretor de teatro Gideon Rosa, “o próprio Jorge Amado, quando vivo, reconhecia a grandiosidade de Adonias Filho e dizia que a obra dele (de Adonias) era até maior que a sua própria, reconhecendo a riqueza adoniana".

Ciente da importância que Adonias Filho tem para a região Sul da Bahia e para a cidade de Itabuna, que serviu de cenário para muitos dos seus romances, a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) iniciou, no último dia 18 de julho, os preparativos para a comemoração do centenário de seu nascimento.Uma reunião entre gestores da FICC e produtores culturais esboçou as primeiras ideias que acercam o projeto. Representando a FICC, participaram o presidente, professor Roberto José da Silva, o assessor de Comunicação & Acompanhamento da Gestão, Ricardo Mascarenhas, e o assessor de Marketing Cultural, Eric Thadeu Nascimento Souza.

Gideon Rosa e Evaldo Costa apresentam suas ideias o centenario de Adonias Filho em Itabuna - Foto Eric Souza
Gideon Rosa e Evaldo Costa apresentam suas ideias o centenario de Adonias Filho em Itabuna - Foto Eric Souza

 Além deles, estiveram presentes os atores e diretores teatrais Evaldo Costa e Gideon Rosa, entusiastas da obra de Adonias. Segundo Evaldo, a ideia é a de que “realizemos um projeto audacioso. A princípio, fala-se na inauguração de um busto, numa praça de Itabuna, em homenagem ao nobre escritor, ou ainda na adaptação, para o teatro, de uma de suas obras, além de workhops, seminários e mesas de discussão, com acadêmicos e pesquisadores, em que se desnudará o trabalho de Adonias”.

Sobre a iniciativa da FICC, de iniciar o planejamento desse projeto cerca de um ano e meio antes da comemoração, o diretor Gideon Rosa explica que “é muito louvável, é até profissional, por parte da FICC que os planejamentos decorram com esse prazo hábil, em que ideias são colocadas para análise”. E complementa: “Eu tenho certeza de que Itabuna fará uma comemoração que esteja no nível da importância de Adonias para a nossa terra”.

.
  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915