Ficc apoia roda de capoeira em homenagem às mulheres

O Grupo homenageou o dia internacional da mulher Foto Ricardo MascarenhasOs capoeiristas homenagearam o Dia Internacional da Mulher. Foto: Ricardo Mascarenhas.

Diversos grupos de Capoeira de Itabuna se reuniram, na manhã de sábado (08), na Praça Otávio Mangabeira, centro da cidade, para uma roda de Capoeira especialmente organizada para homenagear as mulheres. O dia 08 de março é o Dia Internacional da Mulher e a homenagem contou com o apoio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

.

Durante as apresentações, os organizadores informaram que, apesar de ser uma roda com um público-alvo definido, no caso, as mulheres, a Capoeira em si é uma manifestação cultural democrática e despida de preconceitos. Por esse motivo, todos os presentes foram convidados a jogarem a Capoeira junto com as participantes que ali estavam.

Karen Póvoas, aluna do Mestre Ninja no Celeiro de Bamba Cordão de Ouro, disse que toda mulher é vaidosa por natureza e que gosta de ser homenageada. Para ela, participar de uma roda específica para falar sobre o papel da mulher na sociedade é muito especial. Isso é uma grande vitória nossa! "Houve um tempo em que jogar Capoeira era crime. Com o tempo, as coisas foram mudando. Na Capoeira, foi assim. E com a mulher também foi assim. Antes, ela era relegada ao trabalho doméstico e era também proibida de participar das rodas. E isso também mudou, muito embora ainda tenhamos muito a conquistar, mesmo com as dificuldades diárias para lidar com as multitarefas, como trabalho, estudo, família, filhos, a mulher ainda encontra força para continuar na capoeira e com o apoio dos homens", disse ela.

A Roda foi organizada por vários grupos de capoeira de Itabuna Foto Ricardo MascarenhasA roda foi organizada por vários grupos de capoeira de Itabuna. Foto: Eric Souza.

O presidente da FICC, professor Roberto José da Silva, disse que a ideia de se realizar uma roda de Capoeira específica para homenagear as mulheres foi perfeita. Segundo ele, "hoje, nada demonstra mais a independência e a coragem feminina do que as mulheres participando das rodas, dando singularidades e características próprios do olhar feminino para uma atividade que parece ser violenta, mas que é toda permeada por valores muito positivos como o respeito, a igualdade, a independência, a generosidade e o carinho".

Bianca Rodrigues, dona de casa, que estava de passagem pela praça, parou para assistir. Ela constatou que a Capoeira é muito bonita e que "é uma das poucas atividades físicas em que homens e mulheres podem jogar juntos. Mais do que isso, a gente percebe que os homens que jogam com as mulheres fazem isso de um jeito muito carinhoso, com cuidado, coisa que toda mulher gosta e ama", afirmou.

Muita gente parou para curtir a apresentação Foto Ricardo MascarenhasMuita gente parou para curtir a apresentação. Foto: Ricardo Mascarenhas.

Texto: Eric Thadeu Nascimento Souza (Ascom / Ficc).

Fotos: Eric Thadeu Nascimento Souza e Ricardo Mascarenhas (Ascom / Ficc).

  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915
X

Right Click

No right click