ENCANTARTE LEVA O GRITO DO ORGULHO NEGRO PARA A O CARNAVAL CULTURAL DE ITABUNA

Roda de capoeira, dança afro, muito batuque, canções emblemáticas da axé music e muito alegria marcaram o desfile do projeto Encantarte na 37ª Lavagem do Beco do Fuxico em Itabuna, realizada no sábado, dia 7, com a assinatura da Prefeitura de Itabuna, através da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) e Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo de Itabuna. Os jovens do bairro Maria Pinheiro levaram para a avenida o que a periferia tem de melhor: a mistura de ritmos, as performances coreográficas, o ballet, a dança.

A percussão comandada por Egnaldo França, um dos fundadores do projeto, foi o responsável por agitar os foliões, que assistiram ao espetáculo. O desfile do Encantarte, realizado com o apoio da FICC, contou ainda com a colaboração de dois grupos: o "Batambo", da cidade de Ubatã, e o "Timbalando", que abrilhantaram ainda mais a apresentação. "O Encantarte é a voz da periferia, a força que trabalha a cultura baiana, a gente canta a periferia, e a nossa maior inspiração são os jovens, as pessoas veem a periferia como antro de marginalidade de violência e não é assim, na periferia tem gente do bem e precisa ser respeitada. A Lavagem do Beco do Fuxico é a oportunidade que o Encantarte tem de mostrar isso, a periferia tem axé, paz e muita música", disse Egnaldo França, que explicou ainda que o apoio da FICC foi essencial para a qualidade do desfile, que homenageou o inspirador do projeto, o diretor artístico Mario Gusmão, responsável pela formação de muitos artistas baianos.

Com a ideia de reaproveitar material crianças e jovens transformam latas de tinta em instrumentos de percussão - Foto Eric Souza
Com a ideia de reaproveitar material crianças e jovens transformam latas de tinta em instrumentos de percussão - Foto Eric Souza

O professor Roberto José da Silva, presidente da FICC, afirmou que o papel da Fundação é apoiar as manifestações locais. "Estamos cumprindo com a função institucional, e a cada ano vamos expandindo a cultura com eventos culturais aqui realizados", acrescenta Roberto.

Em conversa com a equipe de imprensa da FICC, Egnaldo França contou ainda que, no dia 27 de fevereiro, o Encantarte estará debutando. "São 15 anos proporcionando alternativas de cultura e educação como caminhos para os jovens se afastarem da marginalidade", contou o líder.

Nos 30 anos da axé music Encantarte levou o melhor da canção baiana que fala do orgulho e da afirmação do povo negro no Brasil - Foto Eric Souza
Nos 30 anos da axé music Encantarte levou o melhor da canção baiana que fala do orgulho e da afirmação do povo negro no Brasil - Foto Eric Souza

Para o estudante Jevan Guimarães dos Santos, 15 anos, percussionista do projeto Encantarte há cinco anos, morador do bairro Maria Pinheiro, o projeto transformou sua vida e o seu pensamento: "Hoje penso em um futuro próspero, em ser um músico reconhecido e para isso preciso estudar".

O líder comunitário Egnaldo França elabora as diretrizes e a organização do desfile do Encantarte - Foto Eric Souza
O líder comunitário Egnaldo França elabora as diretrizes e a organização do desfile do Encantarte - Foto Eric Souza

Em entrevista concedida nesta segunda-feira (9) ao programa Balanço Geral, exibido pela Rede Record Bahia / TV Cabrália, o professor Roberto José da Silva declarou que a FICC está fomentando uma parceria com o Encantarte para inaugurar, no bairro Maria Pinheiro, mais uma unidade do projeto "Casa das Artes". "Entendemos o Encantarte como um projeto sério, não só da valorização das coisas da periferia, mas sobretudo como um movimento antagônico ao poder do tráfico e da violência que, por vezes, coloca o jovem numa condição de extrema vulnerabilidade. O jovem Egnaldo vem resgatando muitos desses jovens e até evitando que tantos outros sejam aliciados. Então, formaremos essa parceria para dar ainda mais brilho e importância ao trabalho que já vem sendo feito ali. Encantarte e Casa das Artes haverão de dar as mãos para que as crianças e os jovens acreditem ainda mais na força que têm", disse Roberto.

Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

Assessoria de Comunicação (ASCOM).

Texto: Villiane Reis.

Fotos: Eric Thadeu Nascimento Souza.

.
  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915
X

Right Click

No right click