Ficc reitera preocupação com acessibilidade

Roberto José cumprimenta membros da AGP e presta esclarecimentos sobre acessibilidade aos equipamentos culturais da cidade - Foto Eric SouzaRoberto José cumprimenta membros da AGP e presta esclarecimentos sobre acessibilidade aos equipamentos culturais da cidade. Foto: Eric Souza.

O presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), professor Roberto José da Silva, externou entre integrantes de sua equipe, na quinta-feira (07) sua preocupação especial em moldar os equipamentos culturais do município de Itabuna para um padrão em que estejam acessíveis para os cadeirantes. Roberto José disse que sempre esteve atento para esta questão, mas que, nos últimos dias, tem recebido orientações específicas de setores da sociedade, resultante de uma ansiedade natural advinda, principalmente, da inauguração da Casa das Artes, espaço em que diversos cursos serão oferecidos para a comunidade.

.

Para tratar deste assunto, Roberto José esteve em reunião que aconteceu no dia 21 de fevereiro com membros da Associação Grapiúna dos Paraplégicos (AGP). Roberto José esclareceu que a escolha do prédio onde a Casa das Artes funcionará se deu em caráter de emergência e que aquele local será usado provisoriamente. Segundo ele, a antiga sede do Samu, na Rua das Nações Unidas, deverá ser colocado à disposição da FICC em, no máximo, um ano. "Nossa proposta é o de fazer daquele espaço a sede definitiva da Casa das Artes", explicou Roberto. Ele disse também que esse espaço (o do Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) vem sendo pleiteado desde o início da gestão com especial interesse, sobretudo, pelo fato de ser plano e acessível.

Bruno Santos Santa à direita observou muita sensibilidade por parte do presidente da FICC para com a questão da acessibilidade - Foto Eric SouzaBruno Santos Santana (à esquerda) observou que presidente da FICC está muito atendo para com a questão da acessibilidade. Foto: Eric Souza.

Os membros da AGP indagaram o presidente da FICC sobre a questão da acessibilidade também na sede da fundação. Roberto José disse que a FICC estará retomando para si um espaço que, atualmente, é alugado para funcionamento de um bar, ao lado da fundação. Após retomar esse espaço, ele será devidamente adaptado para que os cadeirantes possam utilizá-lo como forma de acessar a área interna do prédio.

Sobre os cursos que serão oferecidos na Casa das Artes, Roberto ratificou que aquela sede é provisória e que os mesmos são oferecidos também em outros locais por outros fomentadores, a exemplo daqueles que são oferecidos em diversas salas do Espaço Cultural Josué Brandão, Associações de Moradores dos bairros e em várias igrejas.

Roberto José ouve atentamente os pedidos dos membros da AGP Foto Eric SouzaRoberto José ouve atentamente os pedidos dos membros da AGP. Foto: Eric Souza.

Feitos os devidos esclarecimentos, o presidente da AGP, Bruno Santos Santana, agradeceu ao presidente da FICC pela forma concisa com que esclareceu pontos importantes e disse perceber no atual presidente que a questão da acessibilidade não está somente na sua preocupação em construir equipamentos adequados, mas também no modo como se manifesta, recepciona e trata as pessoas em geral.

 Texto e Fotos: Eric Thadeu Nascimento Souza.

  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915