TUDO PRONTO PARA O INÍCIO DOS PROJETOS VIV-À-RTE E CASA DAS ARTES EM 2015

A Fundação Itabunense de Cidadania e Cultura- FICC, realizou nesta quarta- feira (04), no Teatro Zelia Lessa, um coquetel de boas-vindas aos educadores sociais do programa Viv-à-rte e aos agentes culturais do Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Sociais (PACAIS / Casa das Artes). No total, somando agentes culturais e educadores sociais, a FICC contará, em 2015, com uma equipe composta por 127 pessoas que darão aulas diversas nas áreas de Esportes, Arte, Cultura, Cidadania e Meio Ambiente.

O professor de Capoeira José Cláudio Alves da Silva disse que os projetos da FICC ajudam os jovens a se afastarem do crime - Foto Eric Souza
O professor de Capoeira José Cláudio Alves da Silva disse que os projetos da FICC ajudam os jovens a se afastarem do crime - Foto Eric Souza

Em 2014, a FICC atuou junto ao programa Viv-á-rte como parceira do projeto. Em 2015, a gestão do foi assumida integralmente pela fundação. "O Viv-à-rte tem como objetivo estimular as ações do macro-programa 'Cidade de Paz', dando uma atenção integral aos adolescentes, trabalhando com o educador social na vertente de estimular o trabalho nos eixos transversais. Já o PACAIS busca diretamente estimular as ações de cultura e arte", explicou Dayse Santos, coordenadora pedagógica vinculada à FICC.

O professor de dança Jobson dos Santos disse que a chance de ter mais alunos em 2015 do que em 2014 confere-lhe ainda mais responsabilidade e entusiasmo - Foto Eric Souza
O professor de dança Jobson dos Santos disse que a chance de ter mais alunos em 2015 do que em 2014 confere-lhe ainda mais responsabilidade e entusiasmo - Foto Eric Souza

Na abertura dos trabalhos, o professor Roberto José da Silva, presidente da FICC disse que "é preciso oferecer aos jovens de Itabuna a oportunidade de mudanças, e através da arte, cultura e o esporte, podemos reverter esse quadro de violência em Itabuna. Os projetos que a FICC desenvolve é apenas uma semente, os frutos dessa semente nós veremos a média e logo prazo", indicou.

Em encontro que marca o início dos projetos da FICC em 2015 educares e agentes assinaram os seus contratos - Foto Eric Souza
Em encontro que marca o início dos projetos da FICC em 2015 educares e agentes assinaram os seus contratos - Foto Eric Souza

Para o professor de dança Jobson Vieira dos Santos, vinculado ao PACAIS, "a expectativa para esse ano de 2015 são as melhores, pois a FICC está ampliando os projetos sociais, levando oportunidades para os jovens, que vivem em comunidades que sofrem com a marginalidade". Jobson disse ainda que a arte é uma maneira de devolver para os jovens a esperança de um mundo melhor.

Roberto José dá boas vindas aos educadores Foto Pedro Augusto
Roberto José dá boas vindas aos educadores Foto Pedro Augusto

O professor de capoeira José Cláudio Alves da Silva, selecionado para trabalhar no programa Viv-à-rte, observa que projetos realizados em bairros em vulnerabilidade social, motiva-o cada vez mais a buscar jovens que estão pensando em se envolver no mundo do crime. "Quando esses jovens estão dispostos a mudar, tudo fica mais fácil e os projetos realizados pela FICC, são todos bem laborados, e os resultados são nítidos", acrescenta o educador- social.

Em 2015, a FICC pretende ampliar o alcance dos dois projetos, atingindo-se a marca de dez milpessoas integradas, em todos os bairros da cidade. As aulas na Casa das Artes (unidades "Centro" e "Sarinha / CSU" e "Conceição") serão iniciadas no próximo dia 23 de fevereiro. Já os educadores sociais iniciarão suas atividades já nos próximos dias, com formações específicas organizadas pela FICC. Os cursos do Viv-à-rte devem ser iniciados também no dia 23 de fevereiro. Além disso, a FICC estará levando o projeto "Casa das Artes" também para a Casa de Jorge Amado, em Ferradas, para o Centro de Artes e Esportes Unificados, na Urbis IV e para a Fundação Padre Paulo Tonucci, no Monte Cristo.

No próximo dia 12 de fevereiro (quinta-feira), às 18hs, a FICC realizará um evento no Teatro Amélia Amado (sede da Ação Fraternal de Itabuna), para marcar o início definitivo do Viv-à-rte e do PACAIS em 2015. Na oportunidade, agentes culturais e educadores sociais estarão confraternizando com profissionais da imprensa, estudantes, representantes da sociedade civil e integrantes da equipe gestora da FICC.

Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC).

Assessoria de Comunicação (ASCOM).

Texto: Villiane Reis.

.
  • Criado em .
© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.

Praça Laura Conceição, 339
Centro - Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915

Receba todas as informações da FICC em seu emails.
Cadastre seu email no formulário ao lado.

Newsletter

© Copyright 2012/2017 FICC
Todos os direitos reservados.
Praça Laura Conceição, 339, Centro
Itabuna/BA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(73) 3613-4915